Somos...

Somos...
Rebele-se Contra o Racismo!

sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Classe média alta e negros também apoiaram Trump

"A visão tradicional das recentes eleições americanas deu ainda mais razão para pensar
que Clinton estava segura. Pesquisas sugeriram que o presidente Obama venceu a eleição presidencial de 2012 apesar de ter pouco apoio entre eleitores brancos (...). Essas pesquisas mostraram que os eleitores brancos sem diploma eram apenas um terço do eleitorado. Isso foi interpretado como que não havia muito espaço para perdas adicionais, especialmente uma vez que um democrata branco substituiu o senhor Obama na cédula [de votação]", afirmou o Upshot. "A verdade é que os democratas eram muito mais dependentes dos eleitores brancos da classe trabalhadora do que muitos acreditavam."
Diversidade...


Hispânicos superam população negra nos Estados Unidos
A comunidade hispânica nos Estados Unidos superou em tamanho a população negra no país, de acordo com números divulgados na terça-feira pelo Census Bureau, o departamento americano responsável pelo censo.

Esta é a primeira vez que o número de hispânicos e americanos descendentes de hispânicos é maior do que a população de afro-americanos.

De acordo com o censo, 37 milhões de hispânicos e 36 milhões de negros vivem atualmente nos Estados Unidos.

Isso significa que os hispânicos representam agora quase 13% da população americana.

Natalidade e migração

Observadores afirmam que a tendência deve ser mantida nos próximos anos por causa do alto índice de natalidade na comunidade hispânica e da crescente migração de latino-americanos.

O censo revelou ainda que 284,4 milhões de pessoas vivem atualmente nos Estados Unidos.

Os números indicam que a população americana cresceu 3,4% de abril de 2000 até 2002.

No mesmo período, a comunidade hispânica aumentou 4,7%, e a população negra cresceu apenas 2%.

7 motivos de Donald Trump

1.Trump, que prometeu expulsar os imigrantes e erguer um muro para separar o México dos Estados Unidos, teve seu menor índice de popularidade entre os eleitores “não brancos” (negros, hispânicos e asiáticos). Novamente, a região sul foi a mais azul do mapa.

No entanto, Trump obteve a imensa maioria dos votos entre os eleitores brancos.
2. A matemática do Meio-Oeste, ou bem-vindo ao Brexit do Cinturão Industrial.
3. O último bastião do homem branco e nervoso.
4. O problema Hillary.
5. O eleitor deprimido de Sanders.
6. O efeito Jesse Ventura.
7. O mundo esta encaretando...
Os eleitores de Trump:


42% mulheres e 58% homens

87% brancos

5% latinos

1% negros

14% pobres

Os eleitores de Hillary:

61% mulheres e 39% homens

58% brancos

9% latinos

24% negros

28% pobres


'Nossa nação está mais dividida do que pensávamos'.
“Eu sei o quão desapontados vocês se sentem. É doloroso e vai ser por muito tempo. Nós vimos que a nossa nação está mais dividida do que pensávamos”, afirmou em um hotel de Nova York. A democrata estava nitidamente emocionada.(Hillary)

Logo após a fala da colega de partido, Obama fez um pronunciamento sobre as eleições e
disse que "não poderia estar mais orgulhoso dela". Disse ainda que sua candidatura foi "histórica" e "deixa uma mensagem às nossas filhas".

Um afro abraço.

Claudia Vitalino.

fonte:https://pt.wikipedia.org/www.bbc.com/portuguese/UNEGRO INTERNACIONAL

Nenhum comentário:

Postar um comentário