Somos...

Somos...
Rebele-se Contra o Racismo!

quinta-feira, 14 de julho de 2016

UNEGRO 28 anos: Muitas histórias de Lutas e conquistas e se renovando da cada dia....

Hoje faz 28 anos que um grupo de jovens negros em Salvador, inconformados com a forte
repressão policial e cientes que era importante que negros e negras assumissem organizadamente uma luta antissistêmica para superar a pobreza e a condição subcidadãos que assolava a população negra na Bahia, no Brasil e no mundo, fundaram a União de Negros e Negras Pela Igualdade - UNEGRO.

Sabemos que o nosso chamado ainda, não foi ouvido por muitos, ou por aqueles que insistem em não nos ouvir.Porém temos a plena consciência, de que tiramos de trás das cortinas o racismo que ali se encontrava disfarçado.
Conseguimos nesses anos mexer com as estruturas preconceituosas e colonizadoras de sociedade. Nós unimos aqueles que tem como objetivo o bem comum, independente de raça ou crédulo de cada um...


-Sim esses são os bons que como disse Mandela - não podem se calar.
Estamos ai a semente foi plantada e continuaremos a regá-la.
Sendo assim temos a convicção... Num futuro o qual esperamos não esteja tão distante,
colheremos os frutos da árvore da igualdade de direitos, tão falados mais
pouco socializados.

Nossa matéria prima são compreensões de como se estrutura a dominação:
Convicção que o racismo é um fenômeno que deve ser superado, pois não beneficia a

humanidade, ao contrário, aprisiona, gera conflitos, divide e vitimiza.
Consciência que a luta de classe e a luta contra a dominação de gênero compõe o triple da luta emancipatória da população negra e do povo brasileiro.
Determinação em não se adaptar ao racismo, ir à luta para sua superação.
Assim a UNEGRO tem enfrentado nesse quarto de século as vicissitudes da luta contra o racismo. Apesar do paradoxo da nossa existência seja a luta para nossa inexistência, hoje reiteramos nosso compromisso com a UNEGRO e fizemos votos de sucesso e longa vida para Entidade, nela depositamos nossas ideologias, trabalhos e sonhos.


De 14 de julho de 1988 até hoje, a UNEGRO se fez presente nas grandes lutas do

movimento negro brasileiro, travadas contra o racismo e nas empedernidas batalhas
cotidianas que incansavelmente a negritude brasileira tem vencido para que tenhamos um país justo e sem racismo.

UNEGRO vejo a continuidade dos sonhos de jovens negros que fomos ,longa vida a quem luta por justiça, por um país próspero e sem racismo! !!
Parabéns a
UNEGRO!
Parabéns aos unegrinos e unegrinas!
Parabéns ao movimento negro brasileiro!”

Um afro abraço.

Claudia Vitalino.

Nenhum comentário:

Postar um comentário