UNEGRO - União de Negras e Negros Pela Igualdade. Esta organizada em de 26 estados brasileiros, e tornou-se uma referência internacional e tem cerca de mais de 12 mil filiados em todo o país. A UNEGRO DO BRASIL fundada em 14 de julho de 1988, em Salvador, por um grupo de militantes do movimento negro para articular a luta contra o racismo, a luta de classes e combater as desigualdades. Hoje,rumo aos 30 anos de caminhada continua jovem atuante e combatente... Aqui as ações da UNEGRO-RJ

domingo, 28 de janeiro de 2018

Luther King: O Homem o Mito

 Martin Luther King: “Em 4 de abril de 1968. uma bala assassina silenciou esse profeta de
Deus. Contudo. sua vida continua inspirando milhões de homens e mulheres. Martin Luther King Jr. não pode ser esquecido. 

 Precisamos de homens e mulheres que não nos deixem acostumados com a ordem natural das coisas. Precisamos de gente cuja voz troveje ira contra a iniquidade e a injustiça, mas que nunca fale sem a ternura de Deus”.

Em 31 de janeiro de 1977,Coretta Scott King obteve de um tribunal federal uma ordem para que fossem lacradas, por 50 anos, 845 páginas de documentos do FBI a respeito de seu marido “porque a publicação delas destruiriam sua reputação!” Muitas pessoas alegam que há neste arquivo informações importantes que deveriam ser disponibilizadas ao público. A côrte disse que o arquivo é de pouca importância, mas outros afirmam que, se isto for de fato verdade, por que privar o público das informações?

A ordem para “grampear” King foi dada pelo então procurador federal Bobby Kennedy, em

1963. Antes que os arquivos fossem finalmente lacrados, parte das informações vazaram e foram corroboradas por pessoas ligadas a King. Estas afirmações estão incluídas nas Atas do Congresso, que estão disponíveis ao público. O que se sabe sobre King é tão chocante que é até difícil imaginar que há ainda mais coisas — mas os arquivos permanecem lacrados, até para a mídia. King esteve filiado a mais de 60 grupos comunistas (Ata do Congresso de 29 de maio de 1968, pg. E4785).

O jornal The Tennessean publicou uma foto de King, no final de semana do Dia do Trabalho de 1957, em que ele está sentado ao lado de Abner Berry, membro do Comitê Central do Partido Comunista e articulista do jornal comunista The Daily Worker; Aubrey Williams, um membro do Partido Comunista; e Myles Horton, diretor da escola comunista Highlander Folk, localizada em Montegle, Tennesse. Rosa Parks [ Nota do Tradutor: a Virgem Maria da hagiografia do movimento pelos Direitos Civis] também era aluna desta escola de treinamento comunista.

Biografia-
Nasceu no Sul segregacionista dos EUA, em Atlanta (Geórgia), no dia 15 de janeiro de 1929, e morreu também no Sul, em um hotel de Memphis (Tennessee), em 4 de

abril de 1968, supostamente assassinado por um branco racista.

O suposto assassino, Earl Ray, começou confessando o crime, mas pouco depois se retratou e proclamou sua inocência até sua morte há 10 anos, chegando inclusive a convencer a família de King.

O assassinato de Luther King ocorreu em um momento de turbulência política não só nos EUA, mas no mundo, dando margem a muitas teorias sobre possíveis conspirações.

A região Sul dos EUA, na qual faleceu King em 1968 já era muito diferente daquela na qual tinha nascido em 1929 - graças, em grande parte, a seus próprios esforços.

Em 1964, o presidente Lyndon Johnson tinha aprovado a Lei de Direitos Civis que proibiu a discriminação racial em estabelecimentos públicos, e em 1965 a Lei de Direito ao Voto.

Os negros tinham direito ao voto desde 1870, mas práticas discriminatórias na hora da inscrição criavam obstáculos a sua participação.

Luther King morreu quando fazia 15 anos que lutava por esses direitos e pela igualdade real entre os cidadãos.

Liderou ou co-liderou os protestos com os quais foram alcançados os maiores avanços em matéria de direitos civis nesses anos, começando pelo boicote aos ônibus da cidade de Montgomery quando uma mulher negra, Rosa Park, fora presa por se negar a ceder seu assento a um branco.

Devido ao boicote, King foi detido (ao longo de sua vida isso aconteceu várias vezes), acossado e ameaçado, mas a segregação nos ônibus terminou e a luta ativa pela igualdade racial foi iniciada.

Em 1957, King co-fundou e acabou presidindo a Conferência de Líderes Cristãos do Sul (SCLC), na qual desenvolveu seu movimento de protesto e persuasão não violenta inspirado em Gandhi. 


"O que mais preocupa não é o grito dos corruptos, dos violentos, dos desonestos, dos sem caráter, dos sem ética. O que mais preocupa é o silêncio dos bons”. Martin Luther King Jr."

A não violência deste pastor - que levava o nome do pai da Reforma e viveu, segundo seus biógrafos, uma autêntica vida cristã com dúvidas e tormentos inclusive - o que lhe valeu reconhecimentos e críticas.

Em 1964 obteve o Prêmio Nobel da Paz e em 1965 o Pacem in Terris, e entre as honras póstumas está a celebração de seu aniversário como festa nacional.

Mas o pacifismo de Luther King provocava também rejeição entre grupos como a Nação do Islã (NOI) de Malcolm X ou o Black Power, que enfatizavam o orgulho negro, chegando, em algumas ocasiões, a pregar a superioridade negra.

No dia anterior de seu assassinato, King, se referindo às ameaças recebidas, disse que não temia porque: "Deus me permitiu chegar ao ao topo, eu olhei de cima e vi a Terra prometida. Pode ser que não chegue com vós, mas como povo a alcançaremos".

"Eu tenho um sonho. O sonho de ver meus filhos julgados pelo caráter, e não pela cor da pele.”Martin Luther King Jr.

Um afro abraço.
Claudia Vitalino.






fonte:https://pt.wikipedia.org/wiki/Martin_Luther_King_Jr./https://educacao.uol.com.br/biografias/martin-lutherking.htm./http://www.suapesquisa.com/biografias/luther_king.htm/https://www.ebiografia.com/martin_luther_king/.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A experiencia do ancião e a valorização da tradição na literatura africana

A s civilizações africanas, no Saara e ao sul do deserto, eram em grande parte civilizações da palavra falada, mesmo onde existia a escrita...