UNEGRO - União de Negras e Negros Pela Igualdade. Esta organizada em de 26 estados brasileiros, e tornou-se uma referência internacional e tem cerca de mais de 12 mil filiados em todo o país. A UNEGRO DO BRASIL fundada em 14 de julho de 1988, em Salvador, por um grupo de militantes do movimento negro para articular a luta contra o racismo, a luta de classes e combater as desigualdades. Hoje,rumo aos 30 anos de caminhada continua jovem atuante e combatente... Aqui as ações da UNEGRO-RJ

terça-feira, 30 de janeiro de 2018

“Dia de Iemanjá”

No Brasil, a orixá goza de grande popularidade entre os seguidores de religiões afro-brasileiras, e até por membros de religiões distintas.
Origem do Dia de Iemanjá
Inicialmente, o Dia de Iemanjá era comemorado em conjunto com a Igreja Católica, porque dia 2 de fevereiro também é dia de Nossa Senhora da Conceição. Porém, nos anos 60, houve uma reação da Igreja, que começou a considerar a celebração um culto pagão, e atualmente a data conta com devotos do candomblé e da umbanda, em sua maioria.

IemanjáIemanjá é também conhecida por Yemanjá, Iyemanjá, Yemaya, Yemoja ou Iemoja. O nome Iemanjá é derivado da expressão Iorubá, que quer dizer "mãe cujos filhos são peixes".
Iemanjá era a orixá de uma nação iorubá, os Egba, que viviam inicialmente em um local no sudoeste da Nigéria, entre Ifé e Ibadan, onde há um rio chamado Yemanjá. No século XIX, por causa das guerras entre povos iorubás, os Egba foram obrigados a se afastar do rio Iemanjá e passaram a viver em Abeokuta. No entanto, continuaram cultuando a divindade, que segundo a tradição, passou a viver em um novo rio, o Ògùn.

Iyemanjá, Yemanjá, Yemaya, Iemoja “Iemanjá” ou Yemoja, é um orixá africano, cujo nome deriva da expressão Iorubá “Yèyé omo ejá” (“Mãe cujos filhos são peixes”), identificada no jogo do merindilogun pelos odu ejibe e ossá, representado materialmente e imaterial pelo candomblé, através do assentamento sagrado denominado igba yemanja

Iemanjá é um orixá africano, e faz parte da religião do candomblé e de outras

religiões afro-brasileiras. O Dia de Iemanjá é a maior festa de Iemanjá, onde milhares depessoas se vestem de branco e vão à praia depositar oferendas, como espelhos, jóias, comidas, perfumes e outras objetos.

Existe ainda uma ligação com o catolicismo, no entanto. O dia de Iemanjá é também o Dia de Nossa Senhora dos Navegantes, uma santa católica. No Rio Grande do Sul e em Santa Catarina ainda existe esse sincretismo entre Iemanjá e Nossa Senhora dos Navegantes. No Rio de Janeiro Iemanjá é sincretizada com Nossa Senhora da Glória.

Se liga: primeira festa em homenagem à Sereia afro brasileira se deu nos anos 1920, quando um grupo de pescadores estava passando por dificuldades na pescaria. Foi então que pediram ajuda a um mentor espiritual, e este explicou que o alimento voltaria farto se fizessem uma oferenda à Deusa do Mar. Como o resultado foi positivo, decidiram realizar a festa todos os anos, para garantir a abundância na pescaria.

"São muitas as músicas escritas em homenagem à Iemanjá. Rita Ribeiro, que homenageou

a Sereia com uma interpretação de “Rainha do mar”, canção de Dorival Caymmi, comenta as características da Orixá, que é conhecida também como a Grande Mãe".


Um afro abraço.
Claudia Vitalino.

REBELE-SE CONTRA O RACISMO!
fonte:ornalggn.com.br/noticia/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

HISTÓRIA NEGRA AMERICANA :"Negro History Week",

A história do Black History Month começa em 1915, meio século após a Décima Terceira Emenda Abolir a escravidão nos Estados Unidos. Em ...