Somos...

Somos...
Rebele-se Contra o Racismo!

domingo, 2 de setembro de 2012

O Prêmio Rosa Negras: Fórum Estadual de Mulheres Negras



O Prêmio Rosa Negras tem como objetivo incentivar iniciativas de diferentes áreas da sociedade, que contribuam para o combate ao racismo e diversas formas de intolerância.
Bem como o resgate, o fortalecimento e a resistência da cultura afro-brasileira, em homenagem a Sra. Rosa Geralda, carinhosamente conhecida como “Rosa das Farinhas”, falecida em 2009, por sua luta e pela propriedade da terra do Quilombo de Botafogo, a contribuição de sua poesia a cultura afro-brasileira de Cabo Frio.
 VIª Edição do Prêmio Rosas Negras. O evento é uma homenagem às Mulheres Negras pelo “Dia da Mulher Negra Latino Americana e Caribenha”.
A premiação é promoção do Fórum Estadual de Mulheres Negras e este ano é marcado pela agenda eleitoral. As Candidatas Negras estarão sendo homenageadas, pois o fórum não quer mulheres apenas para cumprir cota dos partidos, e sim, para fazer a diferença.

O evento quer também alterar as dinâmicas das discussões das questões étnicos raciais e de gênero, no cenário político brasileiro. Levantamento do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) indica que o percentual de mulheres candidata a vereadora passou de 21,3% na eleição municipal de 2008 para 31,8% na deste ano.
Desde 2009, a lei 12.034 estabelece que "cada partido ou coligação preencherá o mínimo de 30% (trinta por cento) e o máximo de 70% (setenta por cento) para candidaturas de cada sexo".
Os registros de candidatura para as eleições de 2012 mostram que, de um total de 16.748 coligações inscritas no país, 1.822 (10,87%) não possuem o percentual mínimo de candidatas mulheres. 
Em 43 coligações, há somente candidatos homens. Segundo os dados da Justiça Eleitoral, 83 coligações (0,4%) apresentam mais mulheres do que homens entre os candidatos ao pleito.
As Rosas Negras foi o primeiro grupamento feminista da Frente Negra Brasileira, identificadas pela rosa negra que traziam no peito.
O Prêmio Rosa Negras tem como objetivo incentivar iniciativas de diferentes áreas da sociedade, que contribuam para o combate ao racismo e diversas formas de intolerância.
Bem como o resgate, o fortalecimento e a resistência da cultura afro-brasileira, em homenagem a Sra. Rosa Geralda, carinhosamente conhecida como “Rosa das Farinhas”, falecida em 2009, por sua luta e pela propriedade da terra do Quilombo de Botafogo, a contribuição de sua poesia a cultura afro-brasileira de Cabo Frio.

 A comemoração aconteceu sexta (31/08), às 18 horas, na ALERJ – Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, Palácio Tiradentes, Rua Primeiro de Março s/nº, Rio de Janeiro-RJ.
Solenidade presidida pela Deputada estadual Rosangela Gomes/Lider do PRB.
Um afro abraço.

Nenhum comentário:

Postar um comentário